Linhas Samsung Galaxy A ou M; qual comprar?


Sabemos que são vários modelos para cada linha, apesar disso, quais são as maiores diferenças entres os aparelhos Samsung das siglas A ou M? A seguir, confira nosso guia sobre o assunto e tire suas dúvidas.

Linha Galaxy A versus Galaxy M (Imagem: Leandro Kovacs/Tecnoblog)

1. Definições das siglas

Galaxy A

Essa linha foi criada para substituir os Galaxy J, mas não reduziu o número de aparelhos, com suas diferenças entre si. A característica marcante em todos os aparelhos é ter a tela grande, com 6,5 polegadas de média

A linha tem aparelhos que atendem usuários básicos (A10, A20), medianos (A30 até A70) e os mais exigentes, que trabalham com inúmeras funções simultaneamente (acima do A70).

Galaxy M

A linha “M” dos smartphones da Samsung é voltada para o comércio online, vendidos apenas na internet. São modelos mais básicos com suas telas grandes. A grande diferença são as resoluções dos displays em comparação com a linha Galaxy A, mas não se limitam somente à resolução.

2. Design

Galaxy A

O design dos aparelhos da linha Galaxy A são parecidos em dimensões. Se compararmos os modelos de entrada com os high-end da marca, não é possível observar tanta diferença quanto as dimensões.

Os smartphones tem o corpo em plástico que reduz a chance de rachadura e trincos com quedas e batidas. Não são imbatíveis, mas o plástico tende a aguentar melhor. A elegância é deixada de lado no lugar de um pouco mais de resistência e redução de custos.

Quem prefere opções de cores, vai para o lado do A71 que está disponível em: azul-claro, preto, cinza e pérola. A maioria dos modelos fica no ciclo básico — azul-escuro, preto, vermelho.

Detalhes do display mudam, mas o A01 tem suas bordas na tela muito marcantes, outros aparelhos de entrada já estão livres disso. Na linha A, alguns modelos trazem leitores biométricos também facilitam a vida do usuário.

Samsung Galaxy A53 5G (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Galaxy M

Assim como nos Samsung da linha A, as diferenças em dimensão não são percebidas facilmente, com os aparelhos parecidos quanto as características físicas.

Todos têm o corpo de plástico, que resistem um pouco melhor as manchas de digitais e impactos leves. Quanto as cores disponíveis, são bem limitados. Todos vem equipados com sensor de impressão digital, uma vantagem sobre os Galaxy A.

3. Tela

Agora as diferenças passam a ser “visíveis”. Com o perdão do trocadilho, a mudança entre as telas da linha Galaxy A ou M é grande, além das características individuais de cada aparelho dentro da sua linha.

Galaxy A

Os tamanhos e resoluções dos displays da linha Galaxy A são de fato bem superiores aos Galaxy M, quando falamos dos high-end. Se você precisa de boa resolução e processamento gráfico, indico a linha A, porém, os aparelhos têm características diferentes de tela dentro da família Galaxy A.

Na hora de procurar por um aparelho, saiba que as telas super AMOLED garantem a reprodução de vídeos e jogos com muitos movimentos sem rastros na tela, além de uma fidelidade maior nas cores — ou seja, mais vivas.

Além disso, o contraste é maior e o consumo de bateria reduzido. Essas características superam os modelos com tela LCD, TFT, PLS, IPS.

O super AMOLED então é o mais indicado para aqueles que gostam de jogar no celular, ou assistir filmes e séries. Caso utilize somente para trabalho, acessar e-mails, enviar mensagens, e fazer ligações, o TFT LCD já atende.

Dispositivos Galaxy M são mais simples (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Galaxy M

Os modelos da família M são mais econômicos, mesmo com a tela grande, as definições são menores se comparados com os Galaxy A, a partir do modelo A31. Os aparelhos M tem pouca diferença quanto a tela.

A resolução Full HD+, assim como as telas super AMOLED, favorecem os detalhes, por ter uma quantidade maior de pixels. Quanto maior a quantidade de pixels em uma tela de mesmo tamanho, maior será a concentração e, consequentemente, a definição da imagem.

4. Processador, desempenho, armazenamento

Nesse quesito, a disputa entre as linhas Samsung Galaxy A e M fica um pouco mais equilibrada, sendo que, em alguns momentos, a linha M leva vantagem.

Quanto maior for a memória RAM do aparelho, mais fácil de trabalhar com aplicativos mais avançados, ou um número grande de aplicativos ao mesmo tempo. Atualmente, 2 GB não operam com qualidade, pela evolução da complexidade e exigência dos aplicativos, podem travar constantemente. 3 GB não é bom, mas já dá para dizer que é “utilizável”.

Os processadores octa-core, naturalmente, são mais rápidos em processamento, as “tarefas” do celular são divididas em 8 núcleos. A velocidade de cada núcleo e o número disponível fazem diferença entre os octa-core. Entenda que, entre as duas linhas, os aparelhos mais caros são os mais rápidos.

Capacidade de armazenamento é simples e não vale a pena comprar nada que venha somente com 32 GB. O tamanho dos aplicativos e arquivos acumulados utilizando o smartphone vão preencher a memória do aparelho em uma velocidade surpreendente.

Samsung Galaxy A13 5G (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

5. Preços

Agora chegamos no ponto para descobrir o custo-benefício dos aparelhos.

Por conta da grande quantidade de modelos disponíveis, os valores a linha Galaxy A podem variar entre R$ 699 e R$ 2.999, dependendo da quantidade de armazenamento e de promoções sazonais.

Já em relação à linha M, o objetivo é ser mais econômico e ampliar a relação custo/benefício dos aparelhos comprados nas lojas online. Os modelos podem ser encontrados por valores entre R$ 999 e R$ 1.999 nas lojas brasileiras.

Um ponto positivo é que as duas linhas trazem aparelhos já com tecnologia 5G por preços mais acessíveis e bom custo-benefício. Então, se você procura um smartphone barato com esse recurso, os aparelhos da linha A e M são boas escolhas.

Conclusão

Independente se você vai comprar um Samsung da linha A ou M, o mais importante em todos esses dados é compará-los com a sua necessidade, como usuário.

Se suas necessidades são básicas, como apenas utilizar redes sociais e fazer ligações, os modelos a partir de 3 GB de RAM já serão mais que o suficiente.

Além disso, comprar um celular com armazenamento de 64 GB, pode não ser o ideal, já que a memória do seu aparelho poderá ficar lotada rapidamente. Nesses casos, recomenda-se um smartphone com, no mínimo, 128 GB.

Usuários avançados como gamers e espectadores de streaming devem buscar as telas com maior definição e com a tecnologia super AMOLED pelas suas vantagens.

No caso da memória RAM, os modelos com mais de 4 GB, pelo menos, são os recomendados. Caso você jogue uma quantidade variada de jogos mais pesados, os dispositivos mais completos são melhores, como os modelos A70, A71, A80, M31 e M51.

Fuja dos aparelhos de 2 GB de RAM, em todos os casos. Esses aparelhos tem uma tendência maior em travar com o uso. Nesse caso, recomenda-se esperar uma oportunidade melhor de compra.

Com informações: Samsung 1, 2

Linhas Samsung Galaxy A ou M; qual comprar?


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *