Exclusivo: com até 5.000 mAh, baterias da linha Galaxy S23 são aprovadas pela Anatel


Samsung já está preparando o terreno para o lançamento dos sucessores do Galaxy S22. Nesta segunda-feira (21), a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) certificou as baterias dos esperados Galaxy S23, S23+ e S23 Ultra. Espera-se que as peças tenham até 5.000 mAh de capacidade típica.

Possível Galaxy S23 Ultra (Imagem: Reprodução/SmartPrix/OnLeaks)

Os certificados foram encontrados com exclusividade pelo Tecnoblog nesta quinta-feira (24). Comecemos pela bateria EB-BS918ABY: a peça será destinada ao celular de modelo SM-S918, ou seja, o Galaxy S23 Ultrasegundo o GalaxyClub. A identificação também é similar ao código do Galaxy S22 Ultra brasileiro: SM-S908E.

A documentação da Anatel dá alguns detalhes sobre a peça. É o caso da capacidade nominal de 4.855 mAh, a mesma do antecessor do S23 Ultra. Isto significa que a Samsung deve revelar o seu próximo celular com capacidade típica de 5.000 mAh. 

Vale lembrar que o Galaxy S21 Ultra também foi homologado com capacidade nominal de 4.885 mAh e lançado com 5.000 mAh.

Certificado de homologação do Galaxy S23 (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Galaxy S23+ vai trazer bateria maior do que o S22+

A bateria EB-BS916ABY seria destinada ao Galaxy S23+. O componente foi homologado na Coreia do Sul em setembro, conforme revelado pelo SamMobile. Na época, a certificação do país asiático informou que a peça vai aparecer dentro do SM-S916B, a variante sul-coreana do sucessor do Galaxy S22+.

No Brasil, o S22+ é identificado pelo modelo SM-S906E. 

A peça possui capacidade nominal de 4.565 mAh, superior ao componente do Galaxy S22+: 4.370 mAh. Isto significa que a Samsung pode aumentar a capacidade típica da peça de 4.500 mAh para 4.700 mAh com a estreia do Galaxy S23+.

Possível Galaxy S23 (Imagem: Reprodução/OnLeaks/Digit)

Bateria do Galaxy S23 é homologada pela Anatel

Resta a bateria EB-BS912ABY. O componente seria levado ao celular de modelo SM-S912, possivelmente o sucessor do Galaxy S22, identificado no Brasil como SM-S901E. A peça do Galaxy S23 também segue as demais, oferecendo uma pequena expansão.

Segundo a documentação da Anatel, a peça possui capacidade nominal de 3.785 mAh. Novamente, trata-se de um upgrade em relação ao componente do Galaxy S22, aprovado no Brasil com 4.370 mAh. Ou seja, a capacidade típica pode subir de 3.700 mAh para 3.800 mAh ou até mesmo 4.000 mAh.

Galaxy S23 é aprovado pela Anatel com 3.785 mAh de capacidade nominal (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

O que esperar da linha Galaxy S23?

A família Galaxy S23 pode representar os sucessores do Galaxy S22. Espera-se que os celulares sejam revelados com o Snapdragon 8 Gen 2, o processador da Qualcomm revelado no último dia 15 com foco em inteligência artificial para câmeras e sensores. 

Os smartphones devem trazer pequenas mudanças no visual. No caso do Galaxy S23 e S23+, a Samsung pode dar adeus à base que abriga a câmera tripla, aproximando-os do Galaxy S22 Ultra. O Galaxy S23 Ultra, por sua vez, tende a ganhar uma câmera de 200 megapixels, seguindo o Motorola Edge 30 Ultra e o Xiaomi 12T Pro

Apesar da homologação da Anatel, ainda é preciso certificar os celulares para autorizar a venda do Galaxy S23, S23+ e S23 Ultra no Brasil. Mas isto não deve demorar muito: no ano passado, os smartphones foram aprovados cerca de um mês após o sinal verde para as baterias. 

Espera-se que os celulares sejam revelados pela Samsung no começo de 2023.

Exclusivo: com até 5.000 mAh, baterias da linha Galaxy S23 são aprovadas pela Anatel


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *