CEO do Twitter dá ultimato a funcionários para nova fase da plataforma


Em mais um movimento dentro do Twitter, Elon Musk enviou um e-mail para seus funcionários na madrugada de quarta-feira (16). Nele, o CEO dá um ultimato para os profissionais: que se comprometam para uma cultura hardcore ou deixem a empresa e recebam uma indenização. Um formulário chegou junto da mensagem eletrônica, que pede para ser preenchido até a tarde do mesmo dia.

Twitter (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Segundo o The Washington Post, o formulário online em questão pede um comprometimento de “longas horas em grande intensidade”. Caso o empregado se recuse a assiná-lo, ele receberia três meses de indenização e deixaria a companhia, de acordo com o relato.

A equipe tem até o dia 17 de novembro para definir seu futuro na empresa:

Se você tem certeza de que quer fazer parte do novo Twitter, favor clicar no ‘sim’ no link abaixo.

Além disso, o dono da Tesla apontou o nome “Twitter 2.0” e espera que a equipe seja “extremamente hardcore”. Quem apontou mais essas informações, foi Gergely Orosz, antigo engenheiro da Uber, que recentemente vem fornecendo informações sobre as mudanças na rede social do passarinho.

Scoop: Elon Musk just sent an email to all staff outlining “Twitter 2.0″, writing it will”need to be extremely hardcore”. Long hours, high intensity.

People need to click “yes” to confirm being part of this by 5pm ET tomorrow, else they get 3 months severance. More details:

— Gergely Orosz (@GergelyOrosz) November 16, 2022

Vale ressaltar que essa cultura “hardcore” é algo que Elon Musk preza de maneira veemente. Em uma de suas primeiras reuniões com os profissionais do Twitter, o bilionário usou a mesma expressão, afirmando que é algo que funciona em suas outras empresas:

O que dá certo na SpaceX e na Tesla é as pessoas estando dentro do escritório e sendo hardcore.

Ao que tudo indica, o novo CEO da rede social quer se rodear de colaboradores que possuem um pensamento similar ao seu. Recuperar o investimento de US$ 44 bilhões será uma jornada longa, então não é de se surpreender que Musk queira usar estratégias similares às empregadas em suas outras firmas.

Elon Musk (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Reunião tentará ajeitar a casa

Também de acordo com a postagem do The Washington Post, lideranças e equipes do Twitter vão se reunir nas próximas semanas para destrinchar o que ocorreu de certo e errado com o novo modelo de assinatura de US$ 8.

Sendo assim, a companhia espera entender melhor o que originou a onda de brincadeiras e personificações na rede social. As próprias alterações no selo de verificação e na adição de um segundo símbolo também devem ser temas do debate, pois o executivo parece ter retrocedido de sua decisão de “matar” o distintivo de oficial.

Todavia, o momento atual pede uma atenção ainda maior por parte de Musk e dos executivos do site. Preciso apontar que a FTC (Federal Trade Comission) está acompanhando de perto as mudanças na plataforma. A entidade tem um acordo com o Twitter e exige que os decretos de aprovação sejam seguidos.

Ou seja, uma multa bilionária ainda não está descartada, o que poderia fazer com que os gastos do CEO da Tesla se tornassem astronômicos.

Com informações: The Verge e Engadget.

CEO do Twitter dá ultimato a funcionários para nova fase da plataforma


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *