Warner adianta lançamento do streaming que unirá HBO Max e Discovery+


HBO Max e Discovery+ vão se tornar um produto só em 2023, mas se você esperava que isso demoraria um pouco mais, pode se preparar. David Zaslav, CEO do Warner Bros. Discovery, relatou em uma conferência de ganhos que pretende adiantar o lançamento do novo serviço de streaming. Ao invés de chegar a partir de julho nos Estados Unidos, a plataforma deverá dar as caras entre março e junho do próximo ano, na primavera americana.

HBO Max (Imagem: Divulgação/ HBO Max)

Pode parecer uma mistura estranha, já que os dois produtos oferecem programas para públicos distintos. Mesmo assim, Zaslav acredita fielmente que este é o melhor caminho para fazer ainda mais dinheiro com as propriedades intelectuais que agora possui.

O CEO usou como exemplo o programa Fixer Upper: The Castle desenvolvido pelo Discovery, que chegou ao HBO Max em outubro. Em poucos dias de exibição, o reality show alcançou o top 5 dos mais assistidos na plataforma. É claro que isso alimentou a teoria de Zaslav de que um aplicativo combinado vai trazer mais assinantes e terá mais sucesso.

Mesmo sendo um único caso até agora.

Após a confirmação da fusão entre Warner Bros. e Discovery em abril de 2022, as lideranças da nova empresa oficializaram a união dos serviços de streaming. Os usuários passarão a ter conteúdo de ambos universos em um só app, mas ainda não foram divulgados dados sobre valores e datas oficiais de lançamento.

Vale destacar que os serviços combinados têm 94,9 milhões de assinantes, de acordo com o Fierce Wireless.

Plataforma gratuita também será lançada

O CEO da empresa também afirmou que está planejando disponibilizar um serviço de streaming gratuito, mas com propagandas em 2023. Ele seguiria os mesmos moldes de canais como Pluto TV, oferecendo uma programação variada como em um canal de televisão mais comum.

Nas palavras de David Zaslav:

Como a empresa com a maior biblioteca de TV e cinema da indústria, isso nos permite distribuir nosso conteúdo de várias maneiras diferentes.

Ao que tudo indica, a nova liderança da Warner Bros. Discovery tem bastante ambição em desenvolver muitas produções ao mesmo tempo que abre mão de possíveis ganhos.

A recente contratação do diretor James Gunn e de Peter Safran para comandarem o DC Studios é um indicador interessante em relação aos investimentos. Entretanto, o cancelamento repentino do quase-pronto filme da Batgirl em agosto de 2022 mostra que Zaslav não se incomoda em jogar dinheiro fora quando achar necessário.

O líder já afirmou que prefere oferecer para o seu público grandes e ambiciosas produções de suas principais marcas. Resta saber como tudo vai se encaixar nas novas plataformas de streaming.

Com informações: The Verge e Engadget.

Warner adianta lançamento do streaming que unirá HBO Max e Discovery+


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *