Ubuntu 22.10 já está entre nós com Gnome melhorado, suporte a WebP e mais


A Canonical manteve a tradição de lançar uma nova versão de sua distribuição Linux em outubro. Nesta semana, o Ubuntu 22.10 “Kinetic Kudu” foi anunciado oficialmente. A novidade tem o Gnome 43 como principal atrativo. Mas há outros atributos, como suporte nativo a imagens WebP, o pacote LibreOffice 7.4 e o kernel 5.19.

Ubuntu 22.10 “Kinetic Kudu (imagem: Everton Favretto/Tecnoblog)

Gnome 43 no comando

Se você já conhece a distribuição, sabe que ela tem o Gnome como ambiente de desktop padrão. A versão 43 não traz nenhuma grande mudança em relação ao Gnome 42 — que marca o Ubuntu 22.04 —, mas tem um conjunto de novas funcionalidades que melhoram a experiência de uso.

O OMG! Ubuntu! destaca a função de configurações rápidas no canto direito superior, que permite acessar recursos com um clique do mouse. Ali, é possível ativar ou desativar Wi-Fi, Bluetooth, VPN e modo escuro, por exemplo.

Outro recurso digno de nota é a possibilidade de visualizar mais facilmente todas as janelas de um aplicativo aberto, ao mesmo tempo. Basta clicar no ícone da ferramenta no Ubuntu Dock (a barra vertical à esquerda). Na sequência, o sistema mostra uma visão geral de todas as janelas abertas, que se ajusta ao tamanho da tela.

Já o Files (ou Nautilus), gerenciador de arquivos do Gnome, está mais esperto. Agora, a ferramenta ajusta a exibição de recursos de acordo com as dimensões da janela, por exemplo. Se você diminuir o seu tamanho, o menu lateral de funções é ocultado. É uma abordagem que lembra a de sites responsivos.

Configurações rápidas no Ubuntu 22.10 (imagem: Everton Favretto/Tecnoblog)

Linux 5.19, Pipewire e outros

É claro que as novidades do Ubuntu 22.10 não se limitam ao Gnome. A distribuição traz outros recursos novos ou atualizações. O kernel, por exemplo, agora é o Linux 5.19, que melhora o suporte a placas de vídeo Intel Arc, entre outros atributos.

Outro destaque vai para o suporte ao Pipewire, basicamente, um componente que aprimora a reprodução de vídeo e áudio. O recurso melhora a experiência de reprodução de som em dispositivos Bluetooth ou tarefas de gravação de áudio, só para você ter alguns exemplos.

Na verdade, o suporte ao Pipewire pelo Ubuntu existe há algum tempo. O que o Ubuntu 22.10 faz é tornar o recurso padrão. Para quem faz questão do componente anterior, o PulseAudio, ele ainda está lá, mas precisa ser ativado manualmente.

A distribuição continua trazendo um conjunto de ferramentas de produtividade. Nesse quesito, os destaques são o Firefox 105, o cliente de email Thunderbird 102 e o pacote de escritório LibreOffice 7.4.

É interessante o fato de o LibreOffice 7.4 ter suporte a arquivos WebP, formato de imagem cada vez mais usado na internet. O Ubuntu 22.10 segue esse movimento ao trazer suporte ao WebP tanto no gerenciador de arquivos quanto no visualizador de fotos.

Outros recursos incluem o módulo IWD (iNet Wireless Daemon) para melhorar a conectividade Wi-Fi, suporte aperfeiçoado a processadores RISC-V e compatibilidade oficial com o Raspberry Pi Pico W.

Exibição de múltiplas janelas no Ubuntu 22.10 (imagem: Everton Favretto/Tecnoblog)

Baixando o Ubuntu 22.10

O Ubuntu 22.10 “Kinetic Kudu” já pode ser baixado. No link, há imagens para desktops e servidores.

Quem já tem uma versão anterior instalada pode fazer a atualização por meio da ferramenta de update do sistema. Note, porém, que pode levar alguns dias para a novidade ser disponibilizada por esse meio.

Vale lembrar que todos os “sabores” oficiais do Ubuntu, que trazem ambientes de desktop diferentes, também receberam (ou receberão) uma atualização. Entre eles está o membro mais recente da turma, o Ubuntu Unity.

Ubuntu 22.10 já está entre nós com Gnome melhorado, suporte a WebP e mais


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *