Demorou, mas o YouTube vai finalmente oferecer nomes de usuários únicos


Pode ser algo surpreendente, mas você sabia que o YouTube passou mais de 17 anos sem oferecer nomes únicos de usuários em sua plataforma? Pois é, mas a fim de trazer uma experiência mais exclusiva, o serviço anunciou a introdução dos “handles”, uma nomenclatura para cada canal. Ela vai funcionar como um arroba de Twitter ou TikTok, por exemplo, ajudando as pessoas a encontrarem com mais facilidade os produtores de conteúdo.

YouTube (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Essa (não tão) nova forma de identificação vai se juntar aos nomes dos canais para auxiliar na distinção entre cada usuário. Visto que é possível colocar praticamente qualquer palavra (mesmo que outra pessoa já o tenha feito) como título de seu espaço pessoal.

Por consequência, um indivíduo poderá ter o mesmo nome do canal de um terceiro, mas terá um “handle” único. Isso poderá evitar que confusões ocorram, já que será capaz de pesquisar no YouTube a partir desse arroba.

Ademais, situações como colaborações e chamadas poderão ser realizadas da mesma forma que fazemos no Facebook ou em outras redes sociais. Bastará adicionar o bom e velho @ para marcar outro usuário da plataforma.

A novidade vai começar a chegar em novembro de 2022. De acordo com a companhia, “se um canal já tiver uma URL personalizada, ela se tornará automaticamente seu ‘handle’ padrão, ou será permitido optar por alterar a nomenclatura assim que a notificação chegar”.

O mais curioso é que levou 17 anos para o YouTube disponibilizar essa opção. Pois bem, “antes tarde do que nunca” é a expressão certa neste momento.

YouTube também está na briga pelos segundos de atenção

Ninguém esconde que o formato de vídeos curtos popularizado pelo TikTok é uma moda que ainda está longe de passar. Abraçando a ideia de que os consumidores passam rapidamente pelo conteúdo graças ao dinamismo oferecido pela internet, muitas marcas querem um pouco desses segundos.

Com a introdução dos “handles”, o YouTube dá mais um passo para chamar a atenção desse tipo de produção em sua rede. Isso porque, essa identificação vai aparecer na página dos canais, mas também em cada Shorts. Conforme a empresa, o motivo é para “um reconhecimento mais instantâneo e consistente”.

É claro que a disputa não é apenas com o TikTok, já que o Reels do Instagram vem chamando a atenção há algum tempo. Atualmente, a disputa acaba sendo pelo segundo lugar, pois derrotar a popularidade do app chinês ainda parece algo bastante distante.

Com informações: YouTube.

Demorou, mas o YouTube vai finalmente oferecer nomes de usuários únicos


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *