App Store vai ficar mais cara devido ao enfraquecimento do euro

App Store vai ficar mais cara devido ao enfraquecimento do euro

Apple vai reajustar os preços da App Store na Europa e em outros países. Sem revelar motivos, a companhia disse nesta terça-feira (19) que os valores para adquirir aplicativos e outros serviços serão elevados em regiões que utilizam o euro. Mas há uma suspeita por trás da decisão: o esmaecimento da moeda europeia.

Como ver os aplicativos que já baixei na App Store7 dicas para evitar golpes na App Store do iPhone ou MacApp Store, da Apple, fica mais cara em alguns países; veja lista (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

O comunicado foi divulgado na seção de notícias da Apple para desenvolvedores. Segundo a fabricante, a partir de 5 de outubro de 2022, a mudança irá impactar o preço de apps e de compras feitas dentro de aplicativos. A exceção fica pelas assinaturas renovadas automaticamente e que já foram contratadas. 

A lista de países é extensa. Para começar, toda a zona do euro será afetada pelo aumento. Assim, as compras que antes custavam 0,99 euro, passarão a valer 1,19 euro. Já os itens que saíam por 4,99 euros, estarão disponíveis por 5,99 euros, e daí por diante.

Aumento nos preços pode estar ligado ao enfraquecimento do euro em relação ao dólar (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Aumento pode estar ligado ao enfraquecimento do euro

A Apple não explicou o que motivou o crescimento de preços na Europa. Todavia, a moeda perdeu a força ante ao dólar recentemente, conforme observado pelo The Verge, enquanto a região encara um aumento nos custos de energia e os impactos da inflação. O detalhamento também não foi dado aos reajustes concedidos aos usuários do Chile, Coreia do Sul, Egito, Japão, Malásia, Paquistão, Polônia e Suécia.

O Vietnã é a única exceção: “no Vietnã, esses aumentos também refletem novas regulamentações para a Apple cobrar e remeter os impostos aplicáveis, sendo o imposto sobre valor agregado (IVA) e o imposto de renda corporativo (CIT) a alíquotas de 5%, respectivamente”, explicaram.

Apple aumentou os valores do Music e outros serviços no Brasil (Imagem: Brett Jordan/Unsplash)

Apple aumentou os preços de serviços no Brasil

A mudança na política de preços da App Store atinge somente os países citados acima. Por ora, não há previsão de alterações para a tabela brasileira. Mas é importante ressaltar que o último reajuste aconteceu em 2020, e muitas águas rolaram de lá para cá. Ou seja, uma notícia dessas não seria surpresa.

Enquanto isso, a Apple propôs algumas mudanças em serviços oferecidos aos brasileiros. Nesta segunda-feira (19), as assinaturas do Music, One e TV+ tiveram um aumento de até 50,5%. Apenas as contratações individuais do Apple Arcade, o Fitness+ e armazenamento do iCloud foram poupadas. 

Com informações: Apple DeveloperEngadget e The Verge

App Store vai ficar mais cara devido ao enfraquecimento do euro


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.