Novo USB4 promete taxa de 80 Gb/s, mas a confusão dos nomes continua

Novo USB4 promete taxa de 80 Gb/s, mas a confusão dos nomes continua

Anunciado em 2019 (mas ainda pouco usado), o USB4 permite transferência de dados a até 40 Gb/s (gigabits por segundo). É uma taxa impressionante, não? Mas não vai parar por aí. A versão 2.0 da tecnologia está a caminho e deve atingir a velocidade de até 80 Gb/s.

Como conectar o celular na TV pelo cabo USB [PTP e MPT]Para que serve o cabo HDMI? [4 funções incomuns]Cabo USB-C (imagem: Pixabay)

O anúncio foi feito pelo USB Promoter Group, nesta semana. O USB4 2.0 manterá o conector USB-C, mas isso não significa que não haverá mudanças estruturais. O anúncio oficial menciona “uma nova arquitetura de camada física”.

Os detalhes técnicos sobre a nova versão ainda são escassos. Mas o USB Promoter Group afirma que a novidade aproveitará “cabos passivos USB Type-C de 40 Gb/s existentes e cabos ativos USB Type-C de 80 Gb/s recém-definidos”.

A leitura que eu fiz dessa afirmação é a de que a versão 2.0 do USB4 alcançará até 80 Gb/s com um novo padrão de cabos ativos. Cabos do tipo têm circuitos em uma ou em ambas as extremidades que otimizam o fluxo de dados.

Acho pouco provável que cabos passivos de 40 Gb/s (sem circuitos integrados nas pontas) possam atingir 80 Gb/s na nova versão da tecnologia. Ao mencionar esse tipo de cabo, é possível que a USB Promoter Group queira apenas informar que haverá plena compatibilidade com os padrões atuais.

Por outro lado, a afirmação é ambígua, dando margem para o entendimento de que, mesmo com cabos atuais, a taxa de 80 Gb/s poderá atingida.

Por ora, o que nos importa saber é que o USB4 2.0 será capaz de transmitir o dobro de dados em relação à versão atual e aprimorará a integração com padrões como DisplayPort e PCI Express.

Os detalhes técnicos sobre a nova versão devem ser revelados na USB Developer Days 2022, evento cuja edição americana está marcada para o início de novembro.

A confusão dos nomes só piora

Vejo com bons olhos o surgimento de uma nova versão de uma tecnologia quando há a proposta de aprimoramentos. É o caso do USB4 2.0. A novidade consegue ser mais rápida até que o Thunderbolt 4 (taxa máxima de 40 Gb/s).

Por outro lado, a confusão dos nomes das versões do USB parece não ter fim.

Não é exagero da minha parte. Só para recapitular, quando o USB 3.2 foi anunciado, a USB-IF (entidade responsável pela padronização técnica do USB) passou a nomear as versões 3.0 e 3.1 como USB 3.2 Gen 1 e USB 3.2 Gen 2. Ficou assim:

USB 3.0: USB 3.2 Gen 1USB 3.1: USB 3.2 Gen 2USB 3.2 : USB 3.2 Gen 2×2

Quando o USB4 foi revelado (assim mesmo, tudo junto), a expectativa era a de que essa confusão começasse a diminuir. Mas eis que uma nova versão é anunciada. Para a lógica da simplificação ser mantida, a novidade deveria ser batizada como USB5. Mas alguém teve a excelente ideia de complicar tudo e partir para um USB4 versão 2.0.

Paciência.

Novo USB4 promete taxa de 80 Gb/s, mas a confusão dos nomes continua


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.