AMD anuncia Ryzen 7000 com até 16 núcleos para brigar com Intel no desktop

AMD anuncia Ryzen 7000 com até 16 núcleos para brigar com Intel no desktop

Na noite de segunda-feira (29), a AMD fez o anúncio oficial dos tão aguardados processadores Ryzen 7000. A linha tem até 16 núcleos e é baseada na nova microarquitetura Zen 4. Esta, por sua vez, habilita os chips a trabalharem com memórias DDR5 e introduz o soquete AM5. É claro que a promessa de mais desempenho também faz parte do pacote.

Como saber a geração do processador AMDO que é um overclock do processador?Chip Ryzen 7000 (imagem: reprodução/AMD)

Quatro modelos formam esta primeira leva. Todos são destinados a desktops de alto desempenho (para o público gamer, por exemplo) e trazem GPU Radeon integrada (a AMD ainda não deu detalhes sobre esse componente). O processador mais avançado da turma é o Ryzen 9 7950X, que conta com 16 núcleos, frequência de 4,5 GHz (base) e TDP de 170 W:

ChipNúcleos / threadsClock baseClock boostCache L2 + L3TDPRyzen 9 7950X16 / 324,5 GHz5,7 GHz16 + 64 MB170 WRyzen 9 7900X12 / 244,7 GHz5,6 GHz12 + 64 MB170 WRyzen 7 7700X8 / 164,5 GHz5,4 GHz8 + 32 MB105 WRyzen 5 7600X6 / 124,7 GHz5,3 GHz6 + 32 MB105 W

Mais desempenho, é claro

De acordo com a AMD, os processadores Ryzen 7000 têm IPC (sigla em inglês para “instruções por ciclo de clock”) 13% superior em relação aos chips Ryzen 5000, que são baseados na arquitetura Zen 3. Isso com a frequência base. Se o clock for aumentado, o ganho no IPC pode chegar a 29% (em thread única).

Também há ganhos de desempenho na comparação com a concorrência. Nas palavras da AMD, o Ryzen 9 7950X consegue ser até 62% mais rápido que o Intel Core i9-12900K no software de renderização V-Ray, por exemplo.

Um detalhe interessante é que a AMD também comparou o Ryzen 5 7600X, o chip mais “humilde” deste anúncio, com o Core i9-12900K em jogos. O resultado? 17% mais desempenho em Tom Clancy’s Rainbow Six Siege, empate em Cyberpunk 2077 e, bom, -3% em GTA V.

O que a AMD quer dizer com esses comparativos é: de modo geral, a linha Ryzen 7000 é mais rápida que os chips Intel Core de 12ª geração.

Caixa de um chip Ryzen 9 7000 (imagem: reprodução/AMD)

Como sempre, testes independentes é que darão uma noção mais clara do que os novos processadores realmente podem fazer. Mas é inegável que os modelos Ryzen 7000 tiveram uma evolução importante em relação à geração anterior.

Há várias características que contribuem para isso. O processo de fabricação de 5 nanômetros da TSMC introduzido na microarquitetura Zen 4 é um deles. O já mencionado suporte a memórias DDR5 é outro.

A implementação de 1 MB de cache L2 por núcleo (contra 512 KB na geração anterior) também merece destaque. Não deixemos de notar também que, em modo boost, todos os chips Ryzen 7000 podem superar a frequência de 5 GHz.

AMD Ryzen 7000: quando e quanto?

Ainda não há informação sobre disponibilidade no Brasil. Mas, nos Estados Unidos, os chips AMD Ryzen 7000 serão lançados oficialmente em 27 de setembro. Os preços sugeridos são estes:

Ryzen 9 7950X: US$ 699Ryzen 9 7900X: US$ 549Ryzen 7 7700X: US$ 399Ryzen 7 7600X: US$ 299

Ainda de acordo com a AMD, placas-mãe compatíveis com os novos processadores custarão a partir de US$ 125.

AMD anuncia Ryzen 7000 com até 16 núcleos para brigar com Intel no desktop


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.