5G chega ao Rio, Palmas, Florianópolis e Vitória na próxima segunda (22)


Mais quatro capitais brasileiras ativarão o 5G puro em agosto. A Anatel autorizou a ativação de antenas na frequência de 3,5 GHz em Florianópolis (SC), Palmas (TO), Rio de Janeiro (RJ) e Vitória (ES) a partir da próxima segunda-feira (22).

5G no Brasil: a saga até o leilão e tudo o que Claro, Vivo e TIM deverão fazerExistem várias combinações de 5G no Brasil, e seu futuro celular pode ser incompatível5G (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Com a novidade, Claro, TIM e Vivo poderão começar a operar serviços de quinta geração. Proprietários de smartphones compatíveis com 5G poderão usufruir da nova tecnologia na versão Non-Standalone (NSA); para utilizar a versão Standalone (SA), cujo núcleo não é compartilhado com 4G, pode ser necessário mudar de plano e chip.

A Anatel também liberou a quantidade de antenas que tiveram pedido de licenciamento das operadoras:

Florianópolis (SC): licenciamento de 43 estações rádio-base — o mínimo necessário para o município eram 18 equipamentos;Palmas (SC): licenciamento de 21 estações rádio-base — o mínimo necessário para o município eram 12 equipamentos;Rio de Janeiro (RJ): licenciamento de 723 estações rádio-base — o mínimo necessário para o município eram 252 equipamentos;Vitória (ES): licenciamento de 29 estações rádio-base — o mínimo necessário para o município eram 15 equipamentos.

A quantidade mínima de equipamentos foi determinada pelo edital da Anatel. Em 2022, as prestadoras são obrigadas a instalar nas capitais pelo menos uma antena 5G para cada 100 mil habitantes.

A meta é progressiva até julho de 2029, quando as teles precisam ter pelo menos uma estação rádio-base para cada 15 mil habitantes em todos os municípios com mais de 30 mil habitantes.

5G em outras capitais do Brasil

Até o momento, o 5G puro já está presente em 8 capitais brasileiras: Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Porto Alegre (RS), Salvador (BA) e São Paulo (SP). A cobertura inicial varia por operadora e costuma estar restrita a alguns bairros — vale conferir o mapa de disponibilidade no site de cada empresa.

Antena de 5G da TIM em João Pessoa (PB) (Imagem: Divulgação)

Em outras 15 capitais, a chegada da quinta geração deve atrasar. O Conselho-Diretor da Anatel aceitou a recomendação do Gaispi, que posterga por 60 dias a liberação da frequência de 3,5 GHz em 15 cidades. A nova data limite para que o espectro esteja liberado é 27 de outubro.

TV aberta via satélite deve mudar de tecnologia

A liberação do 5G foi dada pelo Gaispi, grupo de trabalho da Anatel responsável por acompanhar a mitigação de interferências na frequência de 3,5 GHz. A faixa é atualmente ocupada pela TV aberta via satélite (TVRO), e os usuários dessa tecnologia deverão migrar para o serviço na Banda Ku.

Quem utiliza a TV aberta via satélite precisa de uma nova antena e novo equipamento receptor. O kit e a instalação são fornecidos gratuitamente para beneficiários de programas sociais do governo, mas é necessário se inscrever e agendar o procedimento no site Siga Antenado.

Se sua recepção de TV aberta é feita através do sinal terrestre (antena digital), não é necessário se preocupar. O mesmo também vale para quem utiliza TV por assinatura via satélite, que não sofrerá possíveis interferências causadas pelo 5G.

5G chega ao Rio, Palmas, Florianópolis e Vitória na próxima segunda (22)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *