Apple queria cobrar comissão de anúncios vendidos pela Meta no Facebook


Uma das maiores brigas no mundo da tecnologia é a cobrança de comissão feita pela Apple dos aplicativos que usam sua loja. A situação, porém, não é nova. A fabricante do iPhone já quis ficar com 30% do valor que os usuários pagavam à Meta para fazer propagandas no Facebook.

Tudo sobre o Facebook Creator Studio [Guia]Quando criar uma página, um grupo ou um perfil no Facebook?Apple (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A informação veio à tona em uma reportagem do jornal The Wall Street Journal, e as discussões aconteceram entre 2016 e 2018. As vendas em questão eram de impulsionamento de posts — valor pago para que uma publicação apareça para mais usuários.

A Apple argumentava que as contratações feitas em seus aparelhos configuravam transações dentro do app, o que permitiria a ela ficar com uma parte deste dinheiro. A Meta, controladora do Facebook, dizia que eram anúncios, o que os isentava de cobrança. Aparentemente, o entendimento da Meta prevaleceu.

Outra tentativa de ganhar dinheiro usando o app do Facebook foi uma proposta para vender assinaturas para quem quisesse usar a rede social sem ver propaganda. A Apple também fica com uma porcentagem desse dinheiro. As duas empresas não chegaram a um acordo.

Dona do Tumblr também foi cobrada

Após a publicação da reportagem do WSJ, outra empresa revelou que a Apple quis ficar com uma fatia do dinheiro ganho com um serviço semelhante.

Matt Mullenweg, CEO da Automattic, dona do Tumblr, revelou no Twitter que a fabricante do iPhone não aprovou o Blaze, recurso da rede social para impulsionar publicações. A saída foi adicionar a ferramenta como uma compra dentro do app e pagar os 30% para a dona da App Store.

Apple prejudicou negócio de publicidade do Facebook

Uma ironia adicional nessa história é que, nos últimos anos, a Apple adotou uma série de políticas voltadas para a privacidade. Um dos grandes prejudicados nesta história foi justamente a Meta, dona do Facebook.

O iOS 14.5, liberado em 2021, pede consentimento explícito do usuário para compartilhar sua ID de anúncios com os desenvolvedores. A Meta estima ter perdido US$ 10 bilhões em receitas no ano passado por causa dessa ferramenta.

Com informações: The Verge.

Apple queria cobrar comissão de anúncios vendidos pela Meta no Facebook


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *