Microsoft acusa Sony de pagar para impedir que jogos entrem no Game Pass


Depois da Sony criticar a compra da Activision Blizzard pela Microsoft, a empresa americana rebateu e acusou a concorrente de “pagar por ‘direitos de bloqueio’ para impedir que desenvolvedores adicionem conteúdo ao Game Pass e outros serviços de assinatura concorrentes”. Assim, a intenção seria a de inibir o crescimento desse tipo de plano ao mesmo tempo em que o sistema “buy-to-play” seria mantido como há anos.

O que é o Xbox Game Pass [e Ultimate]PS Plus Essential, Extra ou Deluxe: qual vale a pena para mim?PlayStation e Xbox (Imagem: Reprodução)

Como parte do processo de aquisição da Activision Blizzard, a Microsoft enviou um documento ao CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). A carta foi registrada junto à autoridade regulatória e faz parte de uma análise da proposta como um todo.

Nela, a empresa do Xbox nota que Ubisoft, Bandai, Riot, Google e Nuuvem fizeram comentários nos quais mostram que a aquisição não prejudica a concorrência. Um outro nome, porém, destoa desse entendimento: a Sony.

A partir daí, um dos principais pontos do texto de 27 páginas é que a japonesa tem feito uso de estratégias de exclusividade “para fortalecer a presença da empresa na indústria de jogos”. Sendo assim, “a preocupação da Sony com eventual exclusividade do conteúdo da Activision é incoerente – para dizer o mínimo”.

Em seguida, a acusação mais forte veio:

A capacidade da Microsoft de continuar expandindo o Game Pass tem sido obstruída pelo desejo da Sony de inibir tal crescimento. A Sony paga por “direitos de bloqueio” para impedir que desenvolvedores adicionem conteúdo ao Game Pass e outros serviços de assinatura concorrentes.

Com isso, diversos jogos poderiam ter ficado de fora das jogatinas dos assinantes por causa desse tipo de ação. No entanto, fica a dúvida se a alegação é verdadeira ou se realmente afeta o sucesso do plano do Xbox.

Parece que a briga entre ambas gigantes está longe de acabar.

Sony acredita que jogos da Activision são muito influentes

No começo de agosto, a companhia japonesa apresentou preocupações em relação à compra da Activision Blizzard pela Microsoft. Em resposta a um pedido do CADE, a Sony ressaltou que:

Call of Duty é tão popular que influencia a escolha do console pelos usuários. A base de usuários e fãs é tão arraigada que, mesmo que um concorrente tivesse orçamento para desenvolver um produto semelhante, não seria capaz de rivalizar.

A dona do PlayStation acredita que IPs da Activision são tão importantes como Star Wars, Senhor dos Anéis e Harry Potter no mundo do entretenimento. Com a compra pela Microsoft, Call of Duty poderia fazer com que jogadores acabassem migrando entre plataformas, afetando drasticamente os números da indústria de games.

Você acha que a franquia de FPS é tão importante assim? Uma exclusividade no Xbox te faria mudar de console?

Com informações: The Verge.

Microsoft acusa Sony de pagar para impedir que jogos entrem no Game Pass


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *