SpaceX teria demitido funcionários envolvidos em carta contra Elon Musk

SpaceX teria demitido funcionários envolvidos em carta contra Elon Musk

Mais um dia, mais uma polêmica com o nome de Elon Musk no meio. Na quarta-feira (16), um grupo de funcionários da SpaceX divulgou uma carta aberta com críticas ao comportamento do executivo na “esfera pública”, especialmente no Twitter. Mas, em vez de mudança, os colaboradores envolvidos acabaram sendo demitidos. 

O que é Starlink?Elon Musk é processado por suposto esquema de pirâmide envolvendo dogecoinFuncionários da SpaceX escrevem carta com críticas a Elon Musk e são demitidos, segundo New York Times (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Pois é, o cenário é de apreensão dentro da companhia. Segundo o The Verge, uma carta aberta destinada aos executivos foi compartilhada entre mais de 2.600 pessoas dentro da empresa. O documento visa chamar a atenção às atitudes do CEO que, como sabemos, volta e meia está metido em alguma controvérsia e ainda deu um ultimato ao trabalho remoto na SpaceX e Tesla.

A iniciativa levantou diversas críticas a Elon Musk. Na carta, os funcionários ressaltam que pretendem mostrar como as ações do bilionário “afetam a reputação de nossa empresa e, por meio dela, nossa missão”. O documento foi assinado por pessoas “de todos os espectros de gênero, etnia, senioridade e funções técnicas” e propõe a abertura de um “diálogo honesto e aberto” para tornar a SpaceX um “ótimo lugar para trabalhar para todos e tornar os humanos uma espécie multiplanetária”.

Ao longo dos parágrafos iniciais, o grupo ressalta que a empresa enfrenta vários desafios diariamente. No entanto, apesar das conquistas técnicas, a companhia “não aplica esses princípios à promoção da diversidade, equidade e inclusão com igual prioridade em toda a empresa”. Os funcionários ainda afirmam que “como líderes do setor”, existe a “responsabilidade exclusiva” de resolver todos esses problemas.

E é aí que entram as considerações sobre Elon Musk.

“O comportamento de Elon na esfera pública é uma fonte frequente de distração e constrangimento para nós”, diz carta aberta (Imagem: Bill Ingalls/NASA)

Carta traz críticas ao comportamento de Elon Musk

Segundo a carta, “o comportamento de Elon na esfera pública é uma fonte frequente de distração e constrangimento para nós, principalmente nas últimas semanas”. O grupo disse que como CEO, o executivo é o “rosto da SpaceX”. “Cada tweet que Elon faz é uma declaração pública de fato da empresa”, ressaltaram.

Devido às atitudes do CEO, os funcionários fizeram um pedido: “aborde e condene publicamente o comportamento nocivo de Elon no Twitter”. Mas esta não foi a única solicitação: na carta, o grupo ainda pediu aos executivos para manter “toda a liderança igualmente responsável por tornar a SpaceX um ótimo lugar para trabalhar” e para definir e responder “uniformemente a todas as formas de comportamento inaceitável”.

“Nos preocupamos profundamente com a missão da SpaceX de tornar a humanidade multiplanetária. Mas o mais importante é que nos preocupamos uns com os outros”, concluíram. “Nossa posição única exige que consideremos como nossas ações hoje moldarão as experiências de indivíduos fora do nosso planeta. A cultura que estamos promovendo agora é aquela que pretendemos levar para Marte e além?”

Após divulgação da carta aberta, funcionários da SpaceX são demitidos (Imagem: divulgação/SpaceX)

Funcionários da SpaceX são demitidos após carta

A iniciativa dos funcionários é nobre. Afinal, é direito de qualquer pessoa trabalhar em um ambiente acessível, igualitário, saudável e transparente. Além disso, concordo com os funcionários: os tweets de Musk são uma distração, pois eu mesmo nunca consigo levar a SpaceX a sério quando lembro quem é o CEO da companhia.

Mas todo o esforço não teve o resultado esperado. De acordo o New York Times nesta sexta-feira (17), a SpaceX demitiu os colaboradores que ajudaram a escrever e a distribuir a carta aberta internamente. A informação foi repassada ao jornal americano por três funcionários que não foram identificados.

O periódico ainda teve acesso ao e-mail interno assinado pela presidente Gwynne Shotwell. No comunicado, a executiva informou que os pedidos “deixaram os funcionários desconfortáveis, intimidados e intimidados e/ou irritados” pois “a carta os pressionou a assinar algo que não refletia seus pontos de vista”. Para ela, “não há necessidade desse tipo de ativismo exagerado”.

“Colocar milhares de pessoas em toda a empresa com e-mails não solicitados repetidos e pedir que assinem cartas e preencham pesquisas não patrocinadas durante o dia de trabalho não é aceitável”, disse Shotwell. “Por favor, mantenha o foco na missão SpaceX e use seu tempo para fazer o seu melhor trabalho. É assim que chegaremos a Marte.”

Segundo a Reuters, ao menos cinco colaboradores foram demitidos.

A SpaceX não se manifestou sobre o assunto.

Com informações: New York TimesReuters e The Verge

SpaceX teria demitido funcionários envolvidos em carta contra Elon Musk


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.