O que é o Parallels?

O que é o Parallels?

O Parallels pode ser considerado um emulador que permite rodar Windows e Linux em um Mac. Ou seja, você utiliza o software em seu desktop para criar máquinas virtuais de diferentes sistemas operacionais como se fossem nativas. A seguir, você vai entender mais sobre essa ferramenta, seus custos e funcionalidades.

Como atualizar para o Windows 11 de graçaReview MacBook Pro (Apple M1 Max): um notch e muito poderDefinição de Parallels (Imagem: Tecnoblog)

Publicado pela empresa de mesmo nome e parte do conglomerado Corel Corporation, o Parallels Desktop é um software pago. Seu uso abre opções para recursos e aplicativos de outros OS em um Mac. Sendo assim, instalações de programas podem ser realizadas através das máquinas virtuais criadas no computador da Maçã.

A partir daí, o usuário pode realizar certas ações com ambos sistemas operacionais em seu PC. Algumas delas são:

Abrir apps de diferentes sistemas operacionais lado a lado;Arrastar objetos e textos;Transferir dados;Rodar jogos de Windows em um Mac, garantindo um desempenho otimizado com suporte contínuo para DirectX e OpenGL.

Vale destacar algumas das funcionalidades do Parallels:

Integração com o Office 365;Suporte para tela de retina;Acesso remoto;Modo viagem;Parallels Toolbox: Cerca de 30 ferramentas para diversas necessidades, porém apenas com planos de assinatura.

Requisitos mínimos e recomendados

ConfiguraçãoRequisitos mínimosRequisitos recomendadosProcessadorChips M1, M1 Pro e M1 Max da Apple, processador Intel Core 2 Duo, Core i3, Core i5, Core i7, Core i9, Intel Core M ou XeonChips M1, M1 Pro e M1 Max da Apple, processador Intel Core i5, Core i7, Core i9 ou XeonMemória4 GB de RAM16 GB de RAM ou maisArmazenamento600 MB para instalação do aplicativo do Parallels Desktop
Espaço adicional em disco para o sistema operacional convidado (é necessário pelo menos 16 GB para o Windows 10)Unidade SSDGráficosChips M1, M1 Pro e M1 Max da Apple
Processador Intel, AMD Radeon ou placa de vídeo NVIDIAChips M1, M1 Pro e M1 Max da Apple
Placa gráfica AMD Radeon ProSistema operacionalmacOS Monterey 12.0.1 ou mais recente
macOS Big Sur 11.6 ou mais recente
macOS Catalina 10.15.7 ou mais recente
macOS Mojave 10.14.6 ou mais recente
macOS High Sierra 10.13.6 ou mais recentemacOS Monterey 12.0.1 ou mais recente
macOS Big Sur 11.6 ou mais recente
O DirectX 11 requer pelo menos o macOS Mojave 10.14, mas funciona melhor no macOS 10.15 Catalina ou mais recente.

O visual do software (Imagem: Divulgação / Parallels International GmbH)

Planos pagos do Parallels

Para quem quer apenas experimentar, a companhia oferece 14 dias de teste. Após isso, é necessário escolher uma das edições disponíveis do programa:

Standard

Custa US$ 79.99 uma única vez para obter a licença; Otimização para macOS Monterey;Download e instalação do Windows;Uso do chip TPM virtual;8GB de vRAM;4 vCPUs.

Pro

Custa US$ 99.99 por ano;Oferece todas as opções da edição Standard;Permite desvincular um clone vinculado a uma nova máquina virtual;Dá upgrade gratuito para a versão mais recente;Plug-in do Microsoft Visual Studio aprimorado;Integrações com Vagrant/Docker/Packer/Minikube;128GB de vRAM;32 vCPUs.

Business

Mesmo preço da Pro;Oferece todas as opções das edições Standard e Pro;vRAM e vCPUs igual à edição Pro;Permite que funcionários baixem o Windows pré-configurado no Mac (Incluindo todos os chips M1 da Apple);Binário universal para implantação única em massa em todos os computadores Mac (Incluindo todos os chips M1 da Apple);Garante administração e gerenciamento centralizados;Chave de licença de volume unificada para implementação em massa.

No fim do dia, o Parallels Desktop é interessante para você? Acredita que é uma boa opção para usar Windows ou outros OS em seu Mac? Deixe a sua opinião na comunidade do Tecnoblog!

Com informações: Parallels.

O que é o Parallels?


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.