Google Maps ganha cápsula do tempo em homenagem aos 15 anos de Street View

Google Maps ganha cápsula do tempo em homenagem aos 15 anos de Street View

Nesta terça-feira (24), o Google celebra o aniversário de 15 anos do Street View, recurso integrado ao Maps que permite a visualização de fotos em 360 graus de locais no mapa. Com isso, a empresa anunciou também a chegada de um novo recurso. Servindo como uma espécie de “cápsula do tempo”, o serviço web e os apps para Android e iOS recebem uma nova função que permite ver como determinado lugar evoluiu ao longo dos anos.

Como criar um mapa personalizado no Google Maps [My Maps]Como ver imagens antigas no Google MapsCarro do Google Maps ((Imagem: Rob Wilson/Shutterstock)

Em uma postagem no blog do Google, a companhia afirma que o Street View foi idealizado pelo cofundador da empresa, Larry Page, quinze anos atrás. O objetivo do projeto era construir um mapa interativo de 360 graus do mundo todo.

Hoje, no aniversário da ferramenta, o Google diz que atingiu um novo marco: já existem mais de 220 bilhões de imagens no recurso do Maps, cobrindo mais de 100 regiões e países. Como parte da celebração, um novo recurso também foi anunciado globalmente nesta terça-feira.

Street View ganha “cápsula do tempo”

Segundo o Google, o Street View tem como uma de suas funções “capturar o mundo à medida que ele muda”, além de ser “uma maneira poderosa de relembrar o passado”. Por isso, a empresa começou a liberar uma nova ferramenta que permite ver todo o histórico de registros capturados até hoje em determinado lugar.

O usuário já pode entrar no Google Maps, ativar o Street View em qualquer localização e uma “linha do tempo” estará acessível. Nela, é possível ver cada registro já feito daquele lugar. As imagens em 360 graus são separadas por meses e anos.

Na versão Web, basta clicar em um ícone de relógio, no canto superior esquerdo da tela, logo abaixo do endereço visitado. No Android e iOS, o Google explica que é necessário tocar em algum lugar da foto para ver as informações sobre o local. Em seguida, uma opção “Ver mais datas” aparecerá, permitindo que o usuário deslize pela linha do tempo.

“Linha do tempo” já aparece na versão web do Street View (Imagem: Reprodução/ Google Maps)

Ainda que o Google tenha anunciado hoje o lançamento global do novo recurso, a função não ainda chegou nos smartphones Android e iOS usados nos testes do Tecnoblog, mesmo com o aplicativo atualizado. Por isso, é provável que a novidade esteja sendo distribuída gradualmente.

Registros históricos de lugares começam a chegar no Street View para Android e iOS (Imagem: Divulgação/ Google)

Google anuncia câmera “ultraportátil” para mapeamento

“O Street View não apenas ajuda você a explorar virtualmente, mas também é fundamental para nossos esforços de mapeamento. Ele permite que você veja as informações mais atualizadas sobre o mundo, enquanto estabelece as bases para um mapa mais imersivo e intuitivo.”

Google em postagem de blog

Dito isso, o Google anunciou mais uma novidade para o aniversário do Street View. A empresa apresentou também uma nova câmera para realizar o mapeamento do mundo. Segundo a companhia, a nova tecnologia oferece “mais maneiras para explorar imagens”.

Pesando menos de 7 quilos, o novo equipamento pode ser usado e transportado de maneira mais fácil. “Estamos testando uma nova câmera que será lançada no próximo ano para nos ajudar a coletar imagens de alta qualidade em mais lugares. Essa nova câmera pega todo o poder, resolução e recursos de processamento que construímos em um carro inteiro do Street View”, afirmou o Google.

Nova câmera “ultraportátil” para Street View chega oficialmente em 2023 (Imagem: Divulgação/ Google)

Na prática, a câmera condensa todo o equipamento necessário para mapear as ruas e regiões do planeta em um dispositivo “ultraportátil”. Seu tamanho é similar a de um gato doméstico, segundo o Google. O dispositivo anunciado para o Street View conta com uma estrutura azul com duas lentes em seu topo e um corpo metálico com aberturas.

Com isso, o Google promete mapear mais terrenos de difícil acesso, como a selva amazônica, podendo ser carregado mais facilmente nas costas de viajantes parceiros. Além disso, trata-se de um dispositivo personalizável, onde scanners a laser, por exemplo, podem ser acoplados ou removidos conforme a necessidade. A empresa diz que qualquer veículo com um rack de teto pode usá-lo, controlando as câmeras remotamente.

Google Maps ganha cápsula do tempo em homenagem aos 15 anos de Street View


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.