Snapdragon 8+ Gen 1 é a versão turbinada do chip mais potente da Qualcomm

Snapdragon 8+ Gen 1 é a versão turbinada do chip mais potente da Qualcomm

O chip mais potente da Qualcomm para celulares evoluiu. Nesta sexta-feira (20), a companhia anunciou o Snapdragon 8+ Gen 1. A novidade chega com a promessa de tornar a experiência com jogos, fotos e vídeos em alta resolução ainda mais fluída que no Snapdragon 8 Gen 1. Tem mais: a Qualcomm também revelou o Snapdragon 7 Gen 1.

O que é Snapdragon?Para que serve o Google Play Services no celular?Snapdragon 8+ Gen 1 e Snapdragon 7 Gen 1 (imagem: divulgação/Qualcomm)

Snapdragon 8+ Gen 1: 10% mais rápido

A regra é clara: todo novo chip tem que ter mais desempenho que o anterior. Na verdade, isso não é uma regra, mas é o que acontece aqui. De acordo com a Qualcomm, o Snapdragon 8+ Gen 1 é até 10% mais rápido em CPU e GPU do que o Snapdragon 8 Gen 1.

O incremento de desempenho é visível nas especificações. Os núcleos Kryo, por exemplo, continuam sendo baseados na arquitetura Arm Cortex-X2, mas agora trabalham com até 3,2 GHz (contra até 3 GHz no Snapdragon 8 Gen 1). Só para constar, o processo de fabricação é o de 4 nanômetros da TSMC.

Também houve avanços no quesito eficiência energética. O Snapdragon 8+ Gen 1 exige até 30% menos energia que o seu antecessor no processamento gráfico, bem como nas tarefas de CPU.

Como o nome sugere, o Snapdragon 8+ Gen 1 não é exatamente uma geração nova, mas uma versão “turbinada” do Snapdragon 8 Gen 1. Isso significa que os atributos deste último forma mantidos.

Por exemplo, assim como o seu antecessor, o Snapdragon 8+ Gen 1 continua sendo um monstro na gravação de vídeo. O conjunto de processadores de sinal de imagem (ISP, na sigla em inglês) Snapdragon Sight está por aqui para permitir gravações em 8K e HDR. Isso em 30 fps. Nas filmagens em 4K, a taxa de quadros chega a 120 fps.

O modem 5G Snapdragon X65, com suporte a redes mmWave de até 1.000 MHz e sub-6 de até 300 MHz, também marca presença. O componente permite downloads de até 10 Gb/s (gigabits por segundo) — desde que a operadora trabalhe com essa capacidade.

Wi-Fi 6E (via módulo FastConnect 6900), Bluetooth 5.3, até 16 GB de memória LPDDR5 (3.200 MHz) e recarga rápida Quick Charge 5 estão entre os padrões compatíveis com o Snapdragon 8+ Gen 1.

Snapdragon 8+ Gen 1 (imagem: divulgação/Qualcomm)

O Snapdragon 7 Gen 1 também vem aí

Tenha você gostado da nova nomenclatura usada pela Qualcomm ou não, parece que ela veio para ficar. O Snapdragon 7 Gen 1 é mais uma prova disso. O chip surge como o sucessor do Snapdragon 778G e do Snapdragon 778G Plus, portanto, é direcionado principalmente a celulares de categoria “intermediária premium”.

Entre os recursos que encontramos aqui estão o Snapdragon X62, que também é um modem 5G, mas limitado a uma taxa máxima de 4,4 Gb/s. O componente faz par com o módulo FastConnect 6900 que aparece no Snapdragon 8+ Gen 1 para oferecer suporte ao Wi-Fi 6E.

O Snapdragon 7 Gen 1 não grava vídeo em 8K. Por outro lado, utiliza um ISP triplo Spectra que pode fazer filmagens em 4K, HDR e 30 fps. Vídeos em câmera lenta (slow motion) de 720p e 480 fps também são suportados.

Na parte do desempenho, o chip vem com núcleos Kryo de até 2,4 GHz. A GPU é uma Adreno (versão não nomeada) que promete ser até 20% mais rápida na renderização de gráficos do que na geração anterior. Também há 30% mais desempenho em tarefas de inteligência artificial, como reconhecimento facial.

Outras características incluem suporte a telas 4K em 60 Hz ou 2K em 144 Hz, até 16 GB de memória LPDDR5 de 3.200 MHz e recarga rápida Quick Charge 4+.

Snapdragon 7 Gen 1 (imagem: divulgação/Qualcomm)

Para quando?

Para logo. O Snapdragon 8+ Gen 1 vai aparecer em smartphones high-end lançados a partir do terceiro trimestre de 2022. Entre as marcas que já confirmaram modelos com o chip estão Asus, Motorola, OnePlus, Oppo e Xiaomi.

Já o Snapdragon 7 Gen 1 chega um pouco mais cedo, já no atual trimestre, começando por marcas como Honor, Oppo, Realme e Xiaomi.

Snapdragon 8+ Gen 1 é a versão turbinada do chip mais potente da Qualcomm


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.