Netflix está cogitando anúncios no streaming para lançar plano mais barato

Netflix está cogitando anúncios no streaming para lançar plano mais barato

Netflix busca novas alternativas para atrair mais usuários. Nesta terça-feira (19), o CEO da companhia, Reed Hastings, afirmou que não descarta a possibilidade de lançar um plano mais barato com anúncios. A fala veio junto ao anúncio de que a plataforma perdeu 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2022.

10 dicas para usar na Netflix [O Guia definitivo]Planos da Netflix: como assinar e por quanto? [2021]Netflix pensa em lançar plano mais barato com anúncios (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

O anúncio aconteceu durante a apresentação dos resultados financeiros. Aos investidores, Hastings lembrou que a empresa sempre se esquivou dos anúncios, ao ponto de lançar alternativas com acesso apenas pelo celular para reduzir custos. Por outro lado, o executivo também disse que considera as escolhas dos consumidores: 

“Quem acompanha a Netflix sabe que sou contra a complexidade da publicidade e grande fã da simplicidade da assinatura”, observou. “Mas por mais que eu seja fã disso, sou um grande fã da escolha do consumidor. E permitir que os consumidores que gostariam de ter um preço mais baixo e são tolerantes à publicidade consigam o que querem, faz muito sentido”.

Apesar da fala, não há previsão de quando o novo plano será lançado. “Isso é algo que estamos analisando agora”, explicou. “Estamos tentando descobrir isso em 2022 ou no ano seguinte”.

Netflix perdeu 200 mil assinantes no primeiro trimestre (Imagem: Souvik Banerjee / Unsplash)

Netflix perde assinantes pela primeira vez em dez anos

Os valores da modalidade também não foram revelados. Todavia, espera-se que seja abaixo dos preços atuais, que variam de R$ 25,90 a R$ 55,90 no Brasil. O serviço também ficou mais caro nos Estados Unidos, com mensalidades que ultrapassam plataformas rivais, como Amazon Prime Video, Disney+ e mais.

Mas esta não é a única mudança nos arredores da companhia. Nesta terça-feira (19), a Netflix também informou em uma reunião aos investidores que perdeu 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2022. Vale observar que esta é a primeira vez em dez anos que a plataforma tem uma queda no número de subscrições. 

Durante a reunião, os executivos explicaram que parte dessa redução está relacionada ao compartilhamento de senhas. Não à toa, a plataforma quer combater a prática para ganhar mais dinheiro com assinantes individuais. A suspensão do serviço na Rússia devido à guerra na Ucrânia também resultou em uma queda de 700 mil usuários.

Com informações: Mashable, TechCrunch (1 e 2) e The Verge

Netflix está cogitando anúncios no streaming para lançar plano mais barato


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.