Procon Carioca notifica Uber por adiantar destino de corridas a motoristas

Procon Carioca notifica Uber por adiantar destino de corridas a motoristas

Uber passou a exibir os destinos finais de corridas aos motoristas antes mesmo de aceitá-las. Esta alteração, porém, tornou-se alvo do Procon Carioca: o órgão de defesa do consumidor do Rio de Janeiro (RJ) cobrou esclarecimentos sobre a novidade. Para a instituição, a mudança poderá aumentar o tempo de espera das viagens.

Qual é o mais seguro: Uber ou 99?Cancelaram 20 vezes: as dificuldades para pedir Uber em 2022Uber é notificada pelo Procon Carioca por atualização que antecipa destino de corridas aos motoristas (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A ação foi anunciada pela entidade ligada à Secretaria Municipal de Cidadania na semana passada. Em comunicado à imprensa, o Procon Carioca relembrou a atualização revelada no dia 6, que mostra o destino final e o valor esperado antes mesmo de aceitá-las. Assim, os motoristas terão mais informações para decidir se aceitam ou não a viagem solicitada pelo usuário.

Mas isto pode resultar em algumas dificuldades extras aos passageiros. Segundo a entidade, a alteração tende a aumentar o “tempo de espera do consumidor” e a “não aceitação das corridas”. “Havendo a possibilidade de o motorista recusar a corrida, em função da distância e do valor, os carros que estão próximos nem sempre atenderão aos consumidores”, afirmaram.

App da Uber para motoristas agora mostra mais detalhes sobre corridas (Imagem: Divulgação)

Uber terá de explicar atualização no app para motoristas

Por este motivo, o órgão de defesa do consumidor enviou uma notificação à Uber para prestar esclarecimentos. Em nota, o instituto informou que a empresa deve explicar se as alterações já estão em funcionamento. Mas isso já está meio que respondido, pois a atualização entrou em vigor no mesmo dia do anúncio.

A entidade carioca também quer saber se haverá alguma providência por parte da empresa caso a espera do passageiro vá além do tempo estimado pelo aplicativo. E, se positivo, o órgão também deseja saber quais medidas serão adotadas. Outras explicações foram solicitadas pela entidade:

“Além dessas justificativas, a Uber deve informar se tem buscado mecanismos para mitigar eventual aumento no número recusa de corrida em razão do destino do passageiro, que medidas adota para minimizar eventual indisponibilidade de carros nos locais em que os motoristas não aceitarem as viagens e se existe algum plano para diminuir a taxa de não aceitação dos trajetos”, informaram.

O que diz a Uber?

Procurada pelo Tecnoblog, a Uber ressaltou que a atualização estava em funcionamento no Rio de Janeiro desde o ano passado. “A única mudança recente no município foi o detalhamento do destino, que era um pedido dos próprios motoristas”, afirmaram. Confira o posicionamento sobre a notificação a seguir:

“Antes da nova atualização ser expandida nacionalmente, o recurso que exibe o endereço completo de destino da viagem foi implementado em várias cidades do país e aprimorado de acordo com os resultados de diversos testes, incluindo a adição das informações complementares da viagem hoje apresentadas na tela do aplicativo. Nestes testes não se detectou prejuízo à experiência dos usuários, pelo contrário: observou-se queda nos cancelamentos. Ao informar na tela de solicitação o destino detalhado da viagem, a Uber atende uma demanda dos próprios motoristas parceiros e se equipara nesse particular ao que já vinha sendo praticado por outras empresas de aplicativos de intermediação de viagens.”

Uber e 99 já foram alvos de multa do Procon Carioca por cancelamentos de corridas (Imagem: Charles Deluvio/Unsplash)

Procon Carioca multa apps por cancelamentos

Esta é mais uma ação do Procon Carioca em relação aos apps de transporte. Em novembro, a entidade notificou a Uber e 99 devido ao cancelamento de corridas. Na época, o órgão de defesa do consumidor queria saber quais medidas as duas empresas estavam tomando para resolver a situação, que está entre as principais queixas dos usuários dos dois aplicativos.

Não demorou muito e a situação tornou-se mais delicada às duas plataformas. Em janeiro, a instituição do Rio de Janeiro (RJ) multou as duas companhias em até R$ 8 milhões. “A legislação consumerista é clara ao dizer que a notificada não pode se recusar a prestar seus serviços para os usuários que estão dispostos a pagar, configurando prática abusiva”, explicaram na época.

Com informações: Prefeitura do Rio de Janeiro

Procon Carioca notifica Uber por adiantar destino de corridas a motoristas


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.