O que é a função UPnP?


A função UPnP facilita a conexão de vários dispositivos na mesma rede, permitindo que eles se conectem rapidamente sem precisar de nenhum tipo de configuração manual. Apesar da praticidade, essa tecnologia também entrega alguns riscos. Mas, afinal, o que é UPnP? Abaixo, vou te explicar mais detalhes sobre o termo e mostrar suas vantagens e desvantagens.

O que é deep learning?O que é branch em programação?O que é UPnP? (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O UPnP pode ser bastante útil em algumas ocasiões. Imagine que você precisa conectar um dispositivo em uma impressora para realizar a impressão de um documento. Sem esse protocolo, a conexão deve ser feita manualmente, mas com ele todo o processo acontece de forma automática.

Em outras palavras, ao ativar essa tecnologia, nenhum dispositivo precisa de configurações manuais para identificar e se conectar a uma determinada rede. Além de realizar a conexão e obter o endereço IP, os aparelhos também podem se comunicar com outros dispositivos que estão no mesmo Wi-Fi.

Vantagens do UPnP

O UPnP evita a instalação de drivers e estabelece uma conexão mais rápida entre dispositivos. Esse protocolo traz algumas vantagens interessantes. Veja alguns exemplos:

Facilita a conexão de dispositivos inteligentes, como Amazon Echo Dot e Google Nest;Facilita as funcionalidades de IoT (Internet das Coisas), como sistemas de iluminação, termostatos e fechaduras digitais;Facilita o streaming de jogos online em consoles; Facilita o streaming de vídeos em dispositivos de TV, como Roku Express, Fire TV Stick e Apple TV;Facilita a troca de grandes arquivos de mídia, como vídeos e fotos.

Perigos e desvantagens do UPnP

Apesar dos benefícios, a função UPnP traz uma série de riscos. Ao facilitar a conexão dos dispositivos, a rede também fica vulnerável a problemas de segurança. Isso acontece porque o protocolo não utiliza autenticação ou autorização, pois define que os aparelhos que tentam se conectar são confiáveis e provenientes da própria rede.

Devido a essa “falha”, criminosos podem identificar o roteador, enviar uma solicitação UPnP para iniciar a conexão e, por fim, invadir a rede. Uma vez dentro, eles conseguem:

Obter acesso remoto aos dispositivos conectados;Roubar informações e dados sensíveis;Instalar malwares nos dispositivos;Usar o roteador como proxy para ocultar atividades maliciosas, como ataques phishing e DDoS.

Portanto, considerando as questões de segurança, o mais correto é não habilitar o UPnP, mesmo que isso comprometa a praticidade.

Com informações: PureVPN.

O que é a função UPnP?


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *