TIM ativa rede 5G em Curitiba com rede Standalone e cobertura restrita

TIM ativa rede 5G em Curitiba com rede Standalone e cobertura restrita

Enquanto a frequência de 3,5 GHz ainda não foi liberada pela Anatel, as operadoras que quiserem se aventurar com a quinta geração precisam utilizar outros espectros. A TIM anunciou a ativação das primeiras antenas do 5G Standalone em Curitiba (PR) utilizando a faixa de 2,3 GHz.

Obvious é a nova operadora que usa rede neutra da Oi com internet via fibraHá espaço para novas operadoras de celular com a chegada do 5G no Brasil?TIM estreia 5G em Curitiba (Imagem: Paulo Higa / Tecnoblog)

Enquanto Claro e Vivo flertam com o 5G Non-Standalone (5G NSA) na frequência de 2,3 GHz, a TIM optou pelo formato Standalone, que é mais recente e exige núcleo de rede dedicado para a tecnologia, sem compartilhamento com 4G. Esse padrão será obrigatório na faixa de 3,5 GHz a partir de julho, quando Claro, TIM e Vivo deverão oferecer os serviços de quinta geração em todas as capitais brasileiras.

A cobertura do 5G puro da TIM em ainda Curitiba é restrita: as primeiras antenas foram ativadas nas áreas do Parque Barigui e do Palácio Iguaçu. A operadora também possui cobertura do 5G DSS em alguns bairros da capital paranaense, mas essa tecnologia utiliza espectro compartilhado do 4G e outras redes.

Quem pode usar o 5G da TIM

Um tema delicado para a TIM é o formato de cobrança pelo uso da rede 5G. Alberto Grisselli, atual CEO da operadora, afirmou em dezembro de 2021 que a empresa estudava cobrar preços diferentes para públicos especiais, e não confirmou se os clientes teriam upgrade automático para o novo padrão.

Sendo assim, o Tecnoblog perguntou para a TIM quais os requisitos para acessar a rede 5G lançada agora em Curitiba. A operadora confirmou que os clientes poderão acessar a quinta geração de forma automática nas regiões contempladas, desde que tenham um smartphone compatível.

Trata-se de uma boa notícia, visto que Claro e Vivo já haviam anunciado que os clientes com planos ativos e aparelhos compatíveis poderiam utilizar as novas redes de quinta geração sem qualquer custo adicional.

Aqui é importante lembrar que os smartphones precisam ser compatíveis com o 5G Standalone — existem alguns dispositivos que funcionam apenas com o formato Non-Standalone. A TIM informou que os aparelhos desta seção da loja online estão aptos para sua rede de quinta geração.

O 5G das outras operadoras

A principal frequência do 5G no Brasil será 3,5 GHz, mas o espectro ainda precisa ser liberado para uso pela Anatel. No entanto, as operadoras aproveitaram outras faixas para estrear os serviços de quinta geração.

A primeira operadora com 5G puro nas frequências do leilão foi a Algar, que atua em regiões específicas de SP, MG, GO e MS. A rede Non-Standalone na frequência de 2,3 GHz foi inaugurada em 15 de dezembro de 2021 nos municípios de Franca (SP), Uberaba (MG) e Uberlândia (MG).

Claro e Vivo também estrearam suas redes de quinta geração com 2,3 GHz no final de 2021. O serviço da Claro está disponível em São Paulo e Brasília, enquanto a Vivo possui rede em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro.

Por se tratar de implementação inicial, é importante considerar que a cobertura 5G de todas as operadoras será restrita a algumas regiões e não terá pleno funcionamento como no 4G. O cronograma da Anatel exige que as teles ampliem a densidade de antenas ao longo dos anos.

TIM ativa rede 5G em Curitiba com rede Standalone e cobertura restrita


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.